Redação
Brasil » redacao
Comerciantes pedem melhorias nas condições do camelódromo de Três Rios, RJ
'Dentro das barracas chove mais que fora', diz comerciante. Parte da cobertura dos boxes foi trocada por alumínio.
23/05/2017, 16h23- Atualizado em 23/05/2017, 16h37

Goteiras, lojas alagadas e trabalho parado. Essa é a situação do camelódromo de Três Rios (RJ), toda vez que chove. A estrutura começou a ser reformada em 2016. Parte da cobertura dos boxes foi trocada por uma estrutura de alumínio. Mas a maioria continua sendo de lona. O Peterson teve que improvisar uma lona extra e ainda tem que colocar um plástico na banca para evitar mais prejuízo.

"É terrível... Quando chove é isso aí. Mercadoria tudo jogada, a gente tem que sair correndo. Tô todo molhado aqui por conta disso aí, por causa da estrutura. Dentro das barracas chove mais que do lado de fora", disse Peterson Antônio Santiago, comerciante.

Em dias que a chuva não dá trégua, muitos boxes ficam vazios. É que, para evitar prejuízos, os comerciantes acabam nem vindo trabalhar. "Molha tudo. Não tem como a mercadoria ficar exposta. A gente tem que esconder, correr... É desse jeito que vocês estão vendo: uma bagunça. Essa semana eu levei pra casa pra secar com secador algumas mercadorias. Secando as embalagens que danificou por causa da chuva. Dois dias que fiquei sem trabalhar por causa de chuva", contou Peterson.

"É muito precária as condições de trabalho, né?! A gente quer o mínimo. O mínimo do mínimo. Você não tem condições de montar nem de trabalhar quando ocorre essa situação da chuva, né?", disse Roberto Alves Pereira, comerciante.

Em junho de 2016, a mesma reclamação, de falta de infraestrutura no camelódromo, foi mostrada no RJTV. O espaço foi reformado há nove anos com a promessa de se tornar um centro de comércio popular. Em setembro de 2013 a prefeitura apresentou um projeto de recuperação, reforma e ampliação do espaço. Mas, a promessa não saiu do papel.

"Em dia muito chuvoso, 90% do camelô não conseguiu trabalhar. Que seja feito um paleativo, né, 100% pra que todos os colegas possam continuar trabalhando , defendendo o seu aí de cada dia, como sempre", explicou Carlos Henrique Capler, comerciante.

 

A prefeitura de Três Rios informou que está desenvolvendo um projeto de construção de um novo centro de comércio popular que deve ficar pronto em 2018.

 
Fonte: G1
Comentários
Publicidade
Mais lidas de Brasil
Newsletter
Receba nossas novidades por e-mail