Redação
Esporte » redacao
Alex Cowboy nocauteia Will Brooks e conquista maior vitória de sua carreira
Americano sofre lesão na costela durante a luta e arremessa o protetor bucal no brasileiro.
Publicada em 03/10/2016, 13h22
Alex Cowboy passou longe de bater o peso, passou mal na véspera, precisou interromper o processo e teve anunciada a sua despedida do peso-leve (até 70kg), migrando para os meio-médios (até 77kg). Porém, antes de subir, tinha que enfrentar o perigoso Will Brooks. Depois de dois rounds difíceis para o brasileiro, ele conseguiu o nocaute técnico aos 3m30s do terceiro round e conquistou a maior vitória de sua carreira, contra o ex-campeão do Bellator, no co-evento principal do "UFC: Lineker x Dodson", em Portland (EUA). Assim que teve o resultado assegurado, o brasileiro mostrou irritação com o rival e fez gestos, dizendo que ele fala muito. Brooks reagiu arremessando o protetor bucal nele e teve que ser contido, enquanto Cowboy era vaiado pelo público.
 
- A luta foi muito boa. Eu e ele fizemos grande luta, ele é ranqueado, quero pedir desculpas por causa de ontem. Ele me insultou sem eu ter feito nada com ele. Vocês estão vendo na luta agora, nunca fiz isso nas minhas lutas, sempre respeitei os adversários; Tenho 49 lutas na carreira e sempre bati o peso. Foi a primeira vez que aconteceu. Ele me desacatou e xingou minha mãe. Mãe e filho são coisas que não se mexem. Agora vou para o 77kg, está mais difícil bater, estou bem maior, fiquei mais forte. Antes de vocês me vaiarem, procurem saber o que aconteceu ontem. O que ele fez ontem foi muita falta de respeito - declarou, após a luta.
 
Cowboy começou com um bom chute baixo. Brooks jogou um direto, mas recebeu outro chute. Ele tentou entrar em queda, mas o brasileiro executou a defesa corretamente e pressionou o rival na grade, variando em tentativas de single leg e joelhadas nas pernas e corpo. Cowboy insistiu demasiadamente no clinche em busca da queda, enquanto seu oponente defendia com tranquilidade. Ao inverter a posição, Brooks entrou com double leg e derrubou facilmente, mas o brasileiro se levantou e tentou um single leg sem sucesso. O americano ainda aplicou outra queda, mas Cowboy bateu no chão e voltou rápido. Brooks ainda conseguiu outra queda nos segundos finais, e o brasileiro tentou encaixar uma guilhotina, mas não teve o ajuste necessário e nem tempo para finalizar.
Na volta para o segundo round, Brooks não perdeu tempo e derrubou com um single leg, caindo de guarda passada. De forma rápida, foi para a montada e trabalhou cotoveladas curtas no ground and pound. Cowboy cedeu as costas, o americano colocou os ganchos, e o brasileiro se levantou. Brooks golpeou a cabeça para buscar o mata-leão, mas perdeu a posição. Cowboy ficou de pé e conseguiu uma bonita queda tirando o adversário do chão. Ele insistiu, e Brooks aceitou a luta no solo. O americano escalou a guarda, mas recebeu dois golpes duros no rosto antes de ficar de pé. Mais uma vez Brooks conseguiu ir para as costas do rival e buscou o mata-leão. Cowboy se livrou, levantou-se e defendeu a última tentativa de queda do oponente.
 
Brooks sentia dores na costela e deixou isso claro ao se levantar no fim do segundo assalto. Quando o terceiro começou, Cowboy foi para cima e conseguiu um knockdown. Ele pressionou o rival na grade, e o americano, ao tentar derrubar, caiu por baixo e fez expressão de dor. Brooks ficou de pé, mas foi derrubado outra vez. O brasileiro golpeou da meia-guarda com cotoveladas. Ele investiu no ground and pound, e Brooks ficou entregue até a interrupção do árbitro. O americano se irritou com a derrota e arremessou o protetor bucal em Cowboy, mas a festa era brasileira.
 
Cowboy agora tem 16 vitórias, quatro derrotas, um empate e um "No Contest" (luta sem resultado). Ele emplacou o segundo resultado positivo seguido. Brooks vinha de nove triunfos consecutivos e perdeu pela segunda vez na carreira, em 20 confrontos.
 
Fonte: Combate.com
Comentários
Publicidade
Newsletter
Receba nossas novidades por e-mail